A fundação do Esporte Clube Vasco da Gama

O Vasco da Gama Futebol Club  +  foi oficialmente fundado em 24 de abril de 1950 por onze meninos que já jogavam, desde 1948, em um campo de terra batida entre a Vila Rasmussen e a Vila Galo – onde hoje é a Rua Dom Pedro II. Após os jogos, os garotos se reuniam no Bar do Pita para confraternizarem com muita música e conversa.

Em 1950, os meninos já estavam conhecidos na região e decidiram, então, formarem um time de futebol. No bairro vizinho, a Vila Galo, já existia o Flamengo Futebol Clube, e o Club de Regatas Vasco da Gama do Rio Janeiro estava em uma belíssima fase com o “Expresso da Vitória”. Dentro deste contexto, os garotos escolheram o nome de Vasco da Gama Futebol Club – até para rivalizar com o Flamengo vizinho. Foi assim que no dia 24 de abril ficou oficializado, em reunião no Bar do Pita, o nascimento do Vasquinho de Americana.

Participaram da fundação do cruzmaltino americanense: Agenor Campos, Necão, Luiz Panaro, Zezinho Fernandes, Armindo Borelli, Zé Preto, Mico Picconi, Geraldinho Lahr, Santo Dean, Oswaldo Bonassi, Neguinho Morelli, Sidiney Fernandes, José Francischangelis, Horácio Francisco e Rubens Francisco.

Inicialmente, ficou definido que o Vasco da Gama teria o mesmo uniforme que o seu homônimo carioca: camisa preta com uma faixa diagonal branca (que representa o caminho dos portugueses ao Brasil), calção branco e meias zebradas. Entretanto, diante das dificuldades financeiras de se comprar um jogo de uniformes, o cruzmaltino usou, em seus primeiros anos, camisas dos mais variados times de futebol do país – exceto o rubro-negro que representava o rival Flamengo. O mais comum eram as camisas alvinegras listradas que já podiam ser encontradas na cidade por conta do Rio Branco Football Club. Foi apenas com a popularização e com a ajuda de alguns políticos da cidade que o Vasco da Gama teve a possibilidade de utilizar o seu uniforme oficial.

Outra definição da reunião de fundação foi que o cruzmaltino jogaria no campo de terra batida da Vila Rasmussen e que não poderia sair da região do bairro – até porque, ficou combinado que a sede seria no próprio Bar do Pita.

Não há registro oficial do primeiro jogo do Vasquinho, sendo que a primeira partida que se tem notícia data de 5 de novembro de 1950, 1 a 1 com o Cruzeiro do Sul de Santa Bárbara d’Oeste  + . Como nos primeiros anos o Vasco era um time de jovens, ainda não possuía cartaz nos periódicos americanenses. A primeira vitória noticiada em Americana foi a de 20 de março de 1955: 2 a 0 sobre a Sociedade Esportiva Catarinense  + .

Alguns registros de almanaques da Federação Paulista de Futebol colocam a data de fundação do Vasco da Gama como sendo de 7 de fevereiro de 1958  + . Esta, porém, é a data de filiação do cruzmaltino na FPF para participar do Amador do Estado, organizado em suas fases iniciais pela Liga Americanense de Futebol. Também foi nesta data que ficou oficializada a troca de nome de Vasco da Gama Futebol Club para Esporte Clube Vasco da Gama – já que o objetivo dos mandatários era tornar a agremiação poliesportiva.

 

O primeiro time dos fundadores do Vasco da Gama de Americana - 1950

Em pé: Agenor (técnico), Necão, Luiz Panaro, Zezinho Fernandes, Armindo Borelli, Zé Preto e Mico.
Agachados: Horácio, Geraldinho Larh, Santo Dean, Oswaldo Bonassi e Neguinho Morelli.
Mais uma das primeiras formações vascaínas da década de 50
O terceiro em pé é o Chimbo e o terceiro agachado é o Robertinho

 

 

PRÓXIMO CAPÍTULO



3 respostas para “A fundação do Esporte Clube Vasco da Gama”

  1. jose de jesus andrade disse:

    parabens gabriel pitor de voçe a gente so espera coisas boas por este trabalho maravilhoso e quando voçe lançar o livro quero comprar tambem
    Voltei a minha infançia pois assisti muitos jogos do vasquinho como era carinhosamente tratado por nos torçedores e parabens ao grupo liberal por publicar essa obra maravilhosa e fico muito grato a todos

  2. francisco trinca disse:

    olá, parabéns por lembrar dos tempos bom do futebol de americana, eu tenho 75 anos e sou deste tempo, era torcedor do flamengo da vila galo, e ainda tenho boas recordações deste tempo. conheço todos do flamengo, inclusive acho que o santo dean não foi fundador do vasquinho porque ele jogava no flamengo e todos da vila galo gostava muito dele, o ZÉ PRETO MORA NA JARDIM PROGRESSO E QUANDO CONVERSAVA COM ELE NÓS RELEMBRAVA OS TEMPOS DO FUTEBOL DE AMERICANA. O SANTO DEAN TEM UM ALBUM DE FIGURINHAS COMPLETO DESTA ÉPOCA, ACHO QUE VC PODERIA CONVERSAR COM ELE E PUBLICAR ESTE ALBUM NESTE SITE, UM ABRAÇO

    • gabrielpitor disse:

      Olá, Francisco. Tudo bem? Muito obrigado pelos elogios, de coração. E fico feliz que de certa forma você se recordou desse período que foi muito bom para o futebol de Americana – o amador era muito forte, muito concorrido.

      Quanto ao Santo Dean, é uma história realmente curiosa. Ele sempre foi muito marcado pelo Flamengo – inclusive foi um dos mais destacados presidentes da história do Flamengo. Porém, ele é um dos fundadores do Vasco. Ele era de Cosmópolis, chegou em Americana em 1949 e em 1950 fundou o Vasquinho. Pouco tempo depois subiu a avenida e foi jogar no Flamengo e lá construiu uma história muito bonita, sem dúvidas.

      Grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


error: Content is protected !!